Notícias

Repasse de verba ao time de vôlei gera polêmica em 
Montes Claros


A votação da liberação de verba para o vice campeão da Superliga em 2009, o Montes Claros, foi realizada hoje, dia 07/07 na câmara municipal da cidade. A verba no valor de R$900 mil reais, que seria paga em 9 parcelas de R$90 mil, foi aprovada com 9 votos a favor e 3 contra. Mas não é apenas entre os vereadores que as opiniões divergem, toda a população está dividida enquanto a questão da prefeitura disponibilizar dinheiro para investir no time de vôlei da cidade. 
A má campanha ano passado do Montes Claros, fez com que a população questionasse o investimento no time esse ano. A maioria alega que a cidade tem no momento outras prioridades, como a questão da saúde que não agrada aos montesclarenses.
Os 3 vereadores que votaram contra, usam a justificativa de que o time tem totais condições de conseguir patriocinios independentes da prefeitura, já que está bem conhecido e ganhou renome nacional.
Durante a reunião moradores da cidade protestaram com faixas de apaio e outros com faixas contra o investimento no time.


Veja na reportagem do MG Intertv:
video



Lucão foge à "regra" do vôlei e é o maior pontuador da partida

O clássico entre Brasil e Cuba na estreia da fase final, foi marcado por superação e uma virada sensacional do brasileiros. 
Com um início de jogo atípico da seleção brasileira que cometeu muitos erros, Cuba saiu na frente do placar  fazendo 25/18 no primeiro set. 
A reação que a torcida esperava não veio com o segundo set. Apesar do Brasil ter iniciado com uma pequena vantagem, o time de Cuba logo impos seu ritmo passando a frente do placar. Os brasileiros ainda tentaram buscar uma reação empatando em 18/18. Mas o time de Cuba foi mais eficiente e fechou o 2º set em 25/21.
No terceiro set Bernardinho modificou quase todo o time. Colocou o Bruno, Giba, Théo e o Sidão em quadra. As mudanças surtiram efeito e trouxeram energia nova a equipe brasileira, que já abria 8/3 no primeiro tempo técnico. Com o time mais maduro e eficiente o set foi fechado sem grandes dificuldades em 25/16 para o Brasil.
A seleção de Cuba voltou mais concentrada para o quarto set e  tomou a frente no placar. O técnico brasileiro parou o jogo em 19/16 para o adversário. Quando a torcida já não acreditava na virada brasileira, o time reagiu e apertou o placar. Lucão, que já mostrava eficiência em toda a partida, converteu duas bolas consecutivas em pontos, fechando o set para o Brasil em 30/28.
No quinto set as duas equipes se revezaram na frente do placar até o 13º ponto, que abria 3 pontos de vantagem para o Brasil. Que fechou o set com um erro do time de Cuba em 15/12.
Lucão comemora mais um dos 20 pontos que fez na partida.
Para quem acha que os centrais não podem servir como bola de segurança, Lucão serve de exemplo. O central brasileiro terminou o jogo com 78% de aproveitamento e como  maior pontuador da partida, com 20 pontos.

"Consegui um bom aproveitamento no começo e os levantadores confiaram e seguiram me acionando. Recebi muitas bolas e fico feliz por ter ajudado" - diz o central de 2,09 de altura.

Brasil iniciou com  Marlon, Leandro Vissotto, Dante, Murilo, Lucas, Rodrigão e o Serginho.
Entraram  Bruno, Théo, Gica e Sidão.


Copa Internacional de Vôlei em Brasília

Como preparação para o Grand Prix, que será realizado nos dias 5 à 28 de agosto, a Copa Internacional de Volei Feminino será realizada em Brasília, entre os dias 14 e 16 de julho. Quatro seleções entraram no torneio, sendo elas o Brasil, Itália, Peru e o Japão. Em jogos amistosos, as equipes utilizarão o torneio para entrar no ritmo do Grand Prix, um dos campeonatos mais importantes desse ano. As partidas serão realizadas no ginásio Nilson Nelson. Uma grande oportunidade do público prestigiar o voleibol de alto nível e clássicos como Brasil e Itália.

Veja a tabela dos jogos:
  
 









Brasil e Estados Unidos fazem jogo para cardíaco pela Copa Pan-Americana


Os 5 sets do jogo entre brasileiras e americanas foram marcados pelo equilíbrio e também por algumas turbulências.
Veja as parciais:




O desafogo da equipe brasileira foi a oposto Sheilla, com incríveis 31 pontos na partida. Muito acionada pela levantadora Dani Lins, Sheilla mostrou eficiencia e decisão no final da partida.
A meio de rede Thaisa também foi eficaz e deu muito trabalho para a defesa americana marcando 16 pontos. 
Com o afastamento da ponteira Mari da seleção devido  motivos pessoais, o Brasil sentiu dificuldade em sua linha de passe. Com muitos erros de recepção,as ponteiras Paula Pequeno e Fernanda Garay foram perseguidas o tempo todo pelo saque americano.
Mas toda dificuldade foi driblada pela equipe que teve altos e baixos durante a partida fechando o jogo em 15 a 11 no quinto set após 2:05 hrs de jogo.


Brasil comemora vitória contra os EUA e passa direto para as semi finais na competição


O jogo foi interrompido pelo técnico Zé Roberto, que pediu a organização do ginásio que desligasse o ar condicionado pois, segundo ele, influenciava na direção da bola. Após uma pausa e as jogadoras brasileiras se retirarem da quadra, o jogo foi retomado sem mais interrupções. 
"Tie-break é sempre complicado. Nós lutamos do início ao fim e a partida foi muito equilibrada mas o nosso saque foi decisivo no final” - disse Zé Roberto fazendo um levantamento do jogo.



Priscila Daroit brilha e Brasil começa vencendo na 
Yeltsin Cup.


Na estreia da Seleção das Novas na Yeltsin Cup, o Brasil enfrentou as Holandesas em Yekaterinburgo na Rússia.

Confira o resultado do jogo:













O Brasil inicia o campeonato com o pé direito, ou melhor, com a mão direita. Mão da Priscila Daroit, que fez uma partida para marcar sua chegada na seleção impondo personalidade.
A ponteira com 1,83m e vestindo a camisa 7, foi a maior pontuadora da partida com 19 pontos.

Camila Brait e Priscila Daroit se destacaram pela boa partida contra a Holanda.


O Brasil iniciou a partida com:
Ana Tieme, Joycinha, Priscila Daroit, Sassá, Natasha, Adenízia e a líbero Camila Brait.
Entraram: Ivna e Claudinha

Mesmo com a eficiente Flier do outro lado da quadra, a Holanda não conseguiu ganhar sequer um set do Brasil.
A equipe comandada pela capitã SassáJoycinha e a Adenízia, que fizeram uma partida discreta. Mas é da personalidade dessas jogadoras crescerem ao longo do campeonato.


O próximo jogo do Brasil será contra a Polônia nessa quarta feira as 8:00 hrs, horário de Brasília.